terça-feira, 14 de maio de 2013

Creepy: Caso de Canibalismo


12 de Setembro de 2001, em são Paulo.


Eu estava indo para a escola era umas 18:50 dá noite, o céu já estava escuro.
A rua estava mais movimentada que o normal, era uma correria do caramba confesso que ficava irritada por que eu queria saber o porque as pessoas estavam assustada, uns três minutos depois de ver pessoas assustada desisti de saber o porque da correria e fui para a escolar.
Quando cheguei na frente da escola estava um tumulto no portão, e um cheiro horrível. Entrei no tumulto e olhei dentro da escola, o portão estava aberto e tinha restos de corpos na entrada da escola, uma poça de sangue, e dentro da escola estava tudo escuro. Logo quando cheguei só vi um dos meus amigos, ficamos conversando sobre o acontecimento. Não demorou muito para que a policia fosse chamada, e logo os policiais anunciaram que as aulas estava canceladas por uma semana.
Tentei ir para casa mas não agüentei, a curiosidade falou mais alto . Eu entrei na escola. A quantidade de corpos era muito grande, o cheiro era horrível. Todos estavam mortos. As luzes das salas estavam acessas então resolvi ir olhar nas salas.
Tinha cinco pessoas estranhas, estavam cobertos de sangue , e estavam vivos. Eu pensava que era apenas cinco pessoas mas eram mais de dez pessoas vivas e ensangüentadas, o pior de tudo eles estavam rindo.
Sai correndo da escola, aliás vou aproveitar que eles não me viram e ir pra casa.
Mas acabei batendo o portão,quando eu estava saindo os policiais estavam tentando mandar aquela gente embora, e mais trinta estava se preparando para entrar lá dentro. Eu sabia que aquelas criaturas tinham ouvido eu batendo o portão da escada,e tinham visto o meu rosto. Eu praticamente voei para casa.
Liguei a TV e estavam falando sobre um hospital de loucos que tinha sido invadido e todos os doentes mentais que estavam lá fugiram e de uns dias pra cá muitas pessoas estavam morrendo e sendo atacadas. Bem amanha eu vou lá ver se descubro algo sobre aquela barbaridade.
 
 Eu tentei voltar a escolar, eu tentei entrar lá dentro mas estava proibido entrar lá o acesso estava bloqueado. Então decidi que ir quando a lua estiver no céu, após a decisão fui para casa.
Quando cheguei no portão da minha casa, olhei para a janela do meu vizinho tinha uma pessoa lá, olhando diretamente em meus olhos, demorou para que eu percebe-se que aquela pessoa estava dentro da sala de aula no dia em que aconteceu aquela tragédia misteriosa. Fiquei assustado pois ele olhou nos meus olhos com um olhar negro, algo não agradava aquele humano, corri para dentro de casa com muito medo.
Um dos meus maiores medos era aquele homem fazer mau a minha família, mas eu não estava passando por um momento bom, eu e meus pais brigávamos muito, por isso nem toquei no assunto com eles.
Resolvi andar armado, com facas para que eu não fosse atacado pois estava com um mal pressentimento sobre aquele olhar.
Logo a lua apareceu no céu e então eu finalmente tive coragem de sair e ir até a escola. Era por volta de umas 23:30 dá noite no bairro onde eu moro a essa hora não tem ninguém na rua.Quando cheguei na escola tudo estava ‘’quebrado’’ parece que vândalos estavam dando uma volta por ali, aproveitei que o portão estava aberto e quebrado e entrei na escola, por incrível que pareça aquele cheiro de carne humana estragada ainda estava lá e forte, a luz da quadra estava acesa então consegui enxergar o que tinha no pátio e o corredor.Eu estava subindo as escadas do prédio para ir até as salas, aconteceu algo muito estranho eu senti algo passando correndo atrás de me.
Não agüentei naquele momento eu estava totalmente paralisado de medo, resolvi voltar para o pátio pois estava morrendo de medo .
O inesperado aconteceu...uma pessoa estranha tentou me derrubar da escada, na hora eu já sabia que era um daqueles homens que fizeram aquilo na escola .
Minha sorte foi a faca, consegui passar a faca em sua barriga ele caiu mas era apenas um susto, então eu sai correndo e voltei para casa. Quando estava abrindo a porta...senti um cheiro estranho, o mesmo cheiro que estava na escola no dia do desastre.
Corri até cozinha e lá estavam eles, fritando os órgãos da minha mãe e do meu pai, aquela cena foi horrível, sangue pela cozinha inteira. Corri para o quarto dos meus pais e lá tinha tanto sangue, dava vontade de vomitar vendo aquilo. Tentei procurar a arma do meu pai mas não achei e logo atrás da porta vinha eles, atrás de me.Querendo fazer da minha carne seu lanchinho.
Algo ainda não está se encaixando, como apenas cinco pessoas mataram e torturaram mais de 200 pessoas em um dia...simples não eram apenas cinco, era mais de 20 pessoas que deveriam estar internadas, como pode pessoas malucas fugirem e saírem matando todos que vêem pela frente e eu era o próximo.
Continua...............................

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...